Casa de Ferreiro

Dizem que vingança é um prato que se come frio. Mas quem é que pode dizer se prato frio é ruim ou bom!? Gosto não se discute…seria como dizer que é melhor dar uma notícia ruim de uma vez só. Logo apareceria um discordante e diria que é melhor começar pelas beiradas. Dizer que o gato subiu no telhado, que derrubou um vaso, que quebrou a vidraça. Quando o dono da casa for ver, já destruíram a casa toda, mas ainda não contaram que ela se incendiou.

O que não pode é mentir. Mentira tem perna curta. Mentiroso é que nem peixe dourado, é tudo igual. Se trocar um pelo outro da na mesma. Mas mentiroso que é bom é que nem bandido: morto. Mas esse tipo de coisa não é bonito de ficar discutindo na rua. Roupa suja se lava em casa. Esse tipo de coisa dá o que falar. É que nem nuvem, você olha tá de um jeito, ai quando olha de novo tá de outro. Não tem como confiar nessas conversar de muro de vizinho, de salão de cabeleireiro. O negócio é concordar e sair andando. Porque quem cedo madruga, Deus ajuda. Agora essa coisa de ficar perdendo tempo com a vida dos outros é coisa do passado. Deus deu a vida pra cada um cuidar da sua. Tem um vizinho lá da rua que vive cuidando da vida dos outros. Ai deram um gato pra ele. Agora ele tem mais sete vidas pra cuidar.

Mas esse não é o mesmo gato que subiu na casa que pegou fogo não. Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Esse gato do vizinho é que nem golfinho, aparece faz uma graça e depois some. Tem que ficar com um olho no gato e o outro no peixe. Não no dourado. No peixe que tá no fogão mesmo. E olha que minha vó fazia um peixe na telha bom demais. Mas ela sempre contava a história do gato. O que dava mais trabalho no peixe é ficar de olho nele. Mas não é novidade que avó cozinha bem. Panela velha é que faz comida boa. Mas a tristeza é que só percebem o valor da água depois que a fonte seca.

Por isso que uma grama de exemplos vale mais que uma tonelada de conselhos. Conselho se fosse bom, ninguém dava. Até porque, cão que ladra não morde. Não adianta ficar falando. Quem tem filho sabe disso. Mas também não adianta forçar a barra, só se aprende com quem se gosta.

Mas gosto não se discute. Seria como dizer que é melhor dar uma notícia ruim de uma vez só do que aos poucos. Logo alguém diria que é melhor começar pelas bordas. Dizer que o gato subiu no telhado, que comeu a maritaca, que quebrou o porta retrato, que derrubou a telha. Quando o dono da casa for ver, já destruíram a casa toda.

Falando nisso…você viu o que aconteceu com sua casa?

1 comentário

Conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s