Gargalhe-se

É gostoso se identificar com alguém. 

Mas quero constraste também. Entender que sou diferente. Somos diferentes. E que isso é o que torna possível se conhecer e conhecer o outro. Saber levemente o que se sente. Porque saber por completo é covardia. É diminuir os outros. É esnobar a vida. É melhor saber pouco e ser muito. 

É gostoso se encontrar com alguém. 

E depois desencontrar. Pra poder encontrar de novo. Pra poder encontrar outro alguém. Pra poder sentir saudades. Saudade que move. Que faz valorizar as relações. Que mostra que o encontro é uma escolha. É um consenso momentâneo entre pessoas que querem estar juntas. 

A ausência não é vazia. É só um desencontro. 

A ausência não é fria. Ela nos faz facearmos a nós mesmo. Ela dá o privilégio da própria companhia. Permite que possa-se namorar a si mesmo. 

Seduza-te. 

Convide-te pra ir ao cinema. Vista-te com a roupa que sabes que gostarias de ver-te com. Perfuma-te. 

Cochiches no teu próprio ouvido palavras de amor. Compartilhes pensamentos engraçados. Gargalhe-te sobre teu próprio ser. 

Porque não serás nem o primeiro e nem o último a se amar. 

É apenas um encontro. 

Conta o que você achou?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s